Confira nessa matéria como o servo freio funciona e como identificar falhas no sistema, que é a alma do sistema de freios do veículo!

Não são só discos e pastilhas que fazem parte do sistema de freios do motor. O servo freio equipa a maioria dos tipos de veículos, de carros à caminhões, é um dos principais componentes do sistema de freios, que multiplica a força aplicada pelo motorista no pedal de freio, por diferença de pressão.

O sistema funciona com a diferença de pressão entre o vácuo gerado pelo motor, ou bomba de vácuo em motores diesel, a pressão atmosférica e a área aplicada, assim o condutor amplifica uma força menor ao pedal de freio para acionar o cilindro mestre.

amortecedores e pinças de freio
Além de amortecedores, a Cofap produz pastilhas de freios para o seu carro com qualidade original.

Como funciona?

O sistema de freio é interligado com o sistema de alimentação do motor, é justamente no coletor que surge a depressão no sistema e faz com que a força no pedal diminua.

Servo freio, freio
Servo Freio em Posição de Aplicação

Fonte: Apostila SENAI

Como apresentado na imagem acima, o diafragma possui em seu eixo central, uma válvula responsável pelo pela passagem do ar para a câmara traseira.

Permitindo assim uma depressão nesta região do sistema.

Quando encontra-se nesta posição o diafragma não possui nenhuma força sendo exercida sobre ele, e o cilindro mestre em está em estado estático.

Servo freio, freio
Servo Freio em Posição de Equilíbrio

Fonte: Apostila SENAI

Exemplificando

Durante o movimento do veículo surge a necessidade de uma parada.

Assim que possível, o motorista aciona o pedal de freio, sem aplicar muita força e a força que o condutor aplica ao pedal de freio, é multiplicada por esse sistema e chega à haste de acionamento do servo freio.

Após o acionamento do servo freio, este, aplica uma força suficiente para deslocar o diafragma pela sua estrutura central.

Em conjunto a isso, o sistema fecha o canal que liga a câmara traseira e dianteira, permitindo assim a passagem de ar pela válvula responsável.

Esse ar inserido na câmara traseira faz com que a pressão se iguale a pressão atmosférica deslocando o diafragma para frente por conta da diferença de pressão existente no sistema.

Essa força de pressão somada a força aplicada pelo motorista no pedal desloca o pistão através do acionamento da haste do cilindro mestre, com sua força total, diminuindo a carga que o motorista deve exercer no sistema.

Resultando na força do pé do motorista + força suplementar do servo freio.

Servo freio, freio
Servo freio em posição de equilíbrio

Fonte: Apostila SENAI

Retorno do Sistema

Quando o motorista percebe que não há mais necessidade de aplicar força sobre o pedal, ele apenas a mantém aplicada até o veículo estacionar.

A haste, tem a função de transmitir a força para o cilindro mestre acionando-o, também exercendo força sobre o pistão e este, uma força de reação.

Esse sistema pressiona o elemento de reação, que por sua vez desloca a porção central, deformando-a o suficiente para que a válvula responsável pela passagem de ar se feche e impeça que o ar entre pela câmara traseira.

Veja Também:

Pedal de Freio Trepidando? Veja o Possível Problema!

Você Sabe Como Funciona o Sistema de Freio Retarder?

Nesse momento o diafragma se equilibra e a força de frenagem permanece constante.

A força pode ser mantida tanto pelo pé do motorista quanto por sistemas de auxílio.

Alguns sistemas, contam com um reservatório para que, caso haja necessidade de maior pressão, uma válvula libere a vazão e aumenta a pressão da linha de freio.

O veículo finalmente efetua a parada, o motorista libera o pedal de freio.

Nesta hora, a força de acionamento, que antes existia, deixa de estar presente na linha pois a haste deixa de atuar sobre o cilindro mestre, consequentemente deixa de exercer força sob o diafragma.

A mola de retorno empurra o diafragma de volta a sua posição inicial.

Assim como no acionamento, ao retornar a válvula de ar é fechada devido a geometria do sistema.

Encerrando a diferença de pressão logo que a passagem entre as câmaras é liberada.

As câmaras, agora estão novamente sobre a depressão do coletor de admissão e o diafragma encontra-se em equilíbrio de forças.

Manutenção e falhas no servo freio

A durabilidade do servo freio em média é de 120.000 km, dependendo das condições de uso.

Segundo a TRW, o item é fundamental para o sistema de frenagem do carro, porém devido a sua durabilidade é esquecido pelos motoristas.

A manutenção deste componente deve ser realizada apenas quando o componente apresenta defeito, lembrando que o primeiro sintoma é o pedal duro.

“Se o diafragma do servo estiver rasgado, por exemplo, além do pedal ficar duro, o reparador vai ouvir um ruído estranho como um vazamento de ar e alterações na rotação normal do motor, no momento da frenagem”

Nenhum servo freio deve ser reparado, pois é composto por tampas lacradas e requer a substituição de todo do conjunto, em casos de avaria.

A mangueira de vácuo também deve ser verificada, e um dos defeitos mais comuns é sua obstrução causando vazamentos.

Pedal duro?

Possíveis causas: Solução:
Articulação do pedal emperrada Desemperrar a articulação do pedal
Servo freio com vazamento (danificado) Substituir servo freio
Obstrução na fonte de vácuo ou na entrada de ar do servo Desobstruir os canais, substituindo os componentes danificados
Cilindro mestre emperrado ou cilindro de roda / freio a disco emperrado (pinça) Substituir o conjunto hidráulico
Mangueiras ou tubulações obstruídas Substituir ou desobstruir mangueiras ou tubulações
Lonas ou pastilhas vidradas ou de baixa qualidade Substituir pastilhas ou lonas
Motor gerando baixo valor de vácuo Corrigir causas no motor

Outros problemas!

Apesar de não ser possível efetuar reparos por ser um componente blindado alguns itens podem e devem ser substituídos.

O filtro de ar é um dos componentes mais comumente substituídos, sujeiras acumuladas reduzem a vazão e causam problemas.

Mangueira,ar,servofreio,
Mangueira de Ar do Servo Freio

Fonte: Photo bucket

Mesmo estando protegido pela cápsula blindada do servo freio e pelo filtro de ar, é comum que o diafragma seja contaminado pelos componentes no qual o servo freio esta conectado.

Veja Também:

Tambor e Disco de Freio Simultaneamente na Mesma Roda?

Qual é a Diferença Entre Discos de Freio?

Nos veículos carburados, a má regulagem pode gerar excesso de combustível que caso entre em contato com o diafragma, oxida-o.

Diafragma,danificado, freio
Diafragma Danificado

Fonte: Cardone Protech

Caso as vedações do cilindro mestre se deteriorem, o fluido de freio consegue entrar no servo freio através da haste de acionamento podendo entrar em contato com o diafragma.

A presença do fluido desgasta prematuramente a peça, estragando o sistema como apresentado na imagem abaixo.

Servo freio com corrosão gerada pelo fluído de freio
Servo Freio Com Corrosão Gerada Pelo Fluído de Freio

Fonte: Photobucket

Procura de erro no servo freio Canal Jornal das Oficinas

Servo freio – Como funciona Canal Oficina Diesel

Crédito do texto da matéria: Carros infoco, O Mecânico, Senai

Crédito da foto de capa do Blog: Wikipedia

Encontre lojas que entregam peças relacionadas a matéria:

Freios
Motor
Fluidos de Freio
Disco de Freios
Pastilhas de Freios
Cilindros de Roda e Mestre

Comentários