Carro parado também precisa de manutenção. Confira algumas dicas para manter a saúde do seu carro em dia durante a quarentena.

O Brasil é um dos países mais afetados pela pandemia de Covid-19 e seguindo a orientação da Organização Mundial de Saúde, adotou o sistema de isolamento social e quarentena.

Sem prazo definido devido o aumento do número de casos, o isolamento social pode durar meses, até que o número de contágios por Coronavírus seja controlado.

Durante esse período de quarentena, os carros na garagem precisam de cuidados, pois diferente do que muitos pensam: carros parados dão muita manutenção.

Para minimizar os problemas com os veículos, separamos algumas dicas para vocês.

1. Bateria

Segundo a fabricante de baterias Moura, o tempo de vida de uma bateria pode variar de dois há três anos, porém fatores como temperatura, sujeita nas conexões e uso de lâmpadas e rádio podem influenciar. No caso da pandemia, o fator principal é o veículo parado.

A bateria pode descarregar na quarentena de Covid-19A bateria é um dos componentes que mais sofre com o veículo parado. Quando possível, durante a quarentena, ligue o carro com alguma frequência ou desligue seus cabos para manter a vida útil (Foto: Pixabay)

Quando o carro fica parado por mais de 30 dias e a bateria já possui um considerado tempo de vida, inevitavelmente ela descarregará pois alguns dispositivos consomem energia de forma passiva.

Veja Também:

O que causa o desgaste irregular dos pneus?

4 Dicas Para Calibrar os Pneus do Seu Carro

Recomenda-se nesse caso, que o veículo seja ligado ao menos uma vez por semana durante 5 a 10 minutos para manter a carga da bateria, desde que ele esteja em um estacionamento com circulação de ar.

Caso o carro esteja em uma garagem fechada, desligue os polos da bateria, começando pelo polo negativo e depois positivo.

2. Pneus

Medidas drásticas como levantar o carro sobre cavaletes, vale para colecionadores de automóveis, porém para os usuários comuns do carro, raramente há cavaletes disponíveis para reduzir a carga sobre os pneus.

Com o carro parado, os pneus podem perder pressão

Com o carro parado, os pneus podem perder pressão (Foto: Wikipedia/Ildar Sagdejev)

Com o carro parado por mais de 30 dias, os pneus começam a apresentar perda de pressão, sobretudo se já houver desgaste acentuado na banda de rodagem e bicos. Se possível calibre os pneus com cerca de 20% a mais de pressão do que o recomendado e movimente o veículo dentro da garagem alguns metros, para que o ponto de contato dos pneus com o solo mude.

3. Freios

Se possível, não deixe o freio de estacionamento acionado. Ele funciona pressionando as sapatas contra o tambor dos freios ou nos carros com freios a disco, prensando as pastilhas contra os discos.

resultado de imagem para: Troca do Tambor e Regulagem da Sapata de Freio

Com o carro parado durante um longo período, as sapatas dos freios a tambor que são usados em boa parte dos carros, podem grudar nos tambores (Foto: Shutterstock)

Um longo período com o freio de mão acionado, pode emperrar o sistema. Tanto as pastilhas, quanto as sapatas, podem grudar e na hora de movimentar o veículo você terá dificuldade, muitas vezes sendo necessário levar o veículo até um especialista para manutenção.

Use calços nos pneus para manter o veículo parado, e deixe-o engatado.

4. Óleo

Com a partidas constantes mas por um período curto de tempo, o lubrificante não chega a atingir a temperatura ideal de funcionamento. Na hora da volta às atividades, repare na data da troca de óleo, se ele ainda não atingiu a quilometragem adequada para a troca do óleo, lembre-se que o período recomendado para a troca é de 6 meses.

Caso o seu veículo tenha ultrapassado esse período desde a última troca, é recomendada que seja substituído óleo e filtro assim que for possível.

Confira a dica do pessoal da Auto Mais sobre óleo lubrificante em veículos parados

5. Elétricos e híbridos

A BMW Group que inclui a marca Mini, indica ligar os veículos híbridos, por 20 minutos a cada duas semanas, procedimento semelhante ao que falamos para a manutenção da bateria. Além disso, a BMW recomenda que não se deixe baixar o volume carregado da bateria para menos de 50% para veículos parados por mais de três meses.

No caso dos carros híbridos da Volvo, a recomendação é de que a bateria fique sempre próxima a 25%.

Veja o vídeo do pessoal do canal House of Hybrids mostrando como fazer uma recarga da bateria do Toyota Prius

Foto de capa: Wikipedia/Ildar Sagdejev

Encontre lojas que entregam peças relacionadas a matéria:

Bateria
Bicos para encher pneus
Pneus
Óleo lubrificante
Retentores da Roda
Pastilhas de freio

Comentários