Recall é o ato de comunicar ao público que determinado produto defeituoso precisa ser retirado do mercado devido aos riscos que ele pode oferecer. Se trata de um procedimento comum para os fabricantes de automóveis. Mas qual é o envolvimento da oficina autorizada e dos outros envolvidos neste caso? Se você também já se fez essa pergunta, continue acompanhando o nosso artigo e confira as informações que separamos para você!

De quem é a responsabilidade

De acordo com o Artigo 10 do Código de Defesa do Consumidor, é responsabilidade do fabricante comunicar de forma ampla, ou seja, em meios de comunicação de massa, a necessidade da substituição de peças que conhecidamente ofereçam riscos ao cliente.

O Artigo 12 prevê que, mesmo sem culpa do fornecedor por um possível acidente decorrido em função de um produto defeituoso, o fabricante assume total responsabilidade pelo ocorrido em casos de prejuízo ao proprietário do veículo, mesmo que esteja fora da garantia. A situação se aplica da mesma forma caso o cliente não responda ao recall, pois a responsabilidade pelo chamamento ostensivo, e por colocar em risco a integridade de seus clientes é sempre do fabricante.

O papel da oficina autorizada na campanha de recall

O Artigo 13 do CDC, cita a oficina autorizada como sendo responsabilizada pela situação nos seguintes aspectos:

– “Art. 13. O comerciante é igualmente responsável, nos termos do artigo anterior, quando:

I – o fabricante, o construtor, o produtor ou o importador não puderem ser identificados;

II – o produto for fornecido sem identificação clara do seu fabricante, produtor, construtor ou importador;

III – não conservar adequadamente os produtos perecíveis.

Parágrafo único. Aquele que efetivar o pagamento ao prejudicado poderá exercer o direito de regresso contra os demais responsáveis, segundo sua participação na causação do evento danoso”.

Ou seja, a oficina tem o seu papel importante na questão do recall também, no sentido de realizar um trabalho dentro dos padrões determinados pelo fabricante e pela lei, além de estar sujeita a passar por sérios problemas em função de procedimentos que costumam ser relativamente simples. Pode ser hora também de tornar a imagem da empresa ainda mais atraente aos consumidores. Um bom trabalho de comunicação com os clientes, além de um atendimento condizente à quem confia na marca, podem fazer toda a diferença.

Dores de cabeça que podem ser evitadas

É importante lembrar que a oficina pode ser responsabilizada caso não trabalhe com peças de boa procedência ou não tenha preocupações com a qualidade de sua gestão logística. Para que se evitem problemas graves com perdas financeiras e processos judiciais extensos e desgastantes, as palavras de ordem são responsabilidade e organização.

Outro aspecto importante a se salientar, é que a concessionária deve participar das campanhas, entrando em contato com os clientes que podem facilmente ser identificados através do número do chassi do veículo presente nos cadastros, afinal de contas, o marketing mais valioso é ter clientes satisfeitos.

E então, entendeu tudo sobre a responsabilidade de oficina mecânica em casos de recall? Se você ficou com alguma dúvida escreva para nós através dos comentários e não deixe de visitar o Canal da Peça!

 

Comentários