Confira a fabricação e montagem de um amortecedor

Você sabe como um amortecedor é montado Assista

O trabalho de um amortecedor é absorver impactos e delimitar o trabalho das molas do carro, promovendo estabilidade. Confira como é feita a fabricação dos amortecedores.

Quando um veículo enfrenta as irregularidades do solo, as molas se comprimem e se expandem para absorvê-las. Como estamos falando de uma mola, é importante lembrar que sua principal característica é a de oscilar enquanto trabalha, fato que prejudica a estabilidade do veículo e o conforto de motorista e passageiros.

Para que isso não aconteça, o uso do amortecedor é indispensável, já que eles são responsáveis por absorver as oscilações que as molas produzem, oferecendo mais firmeza ao dirigir.

Veja Também:

Você já Viu um Carro Desprovido de Molas e Amortecedores?

Amortecedores Mono e Bi Tubular: Entenda Suas Diferenças

Um amortecedor comum nada mais é do que uma bomba de óleo fixada entre o chassi e as rodas. Ele é constituído por dois cilindros, um interno e um externo, e entre esses dispositivos há óleo armazenado. Quando o amortecedor é comprimido, o embolo (componente que desliza no interior do cilindro) comprime o óleo, de modo que, por meio do princípio hidráulico, é possível controlar as oscilações da mola.

amortecedores e pinças de freioOs amortecedores pressurizados utilizam óleo e gás nitrogênio para evitar o processo de cavitação (perda momentânea de pressão devido à presença de bolhas de vácuo no sistema hidráulico do motor, o que pode acontecer em consequência de um impacto muito rápido entre pneu e solo) e aeração (ou a entrada de ar no sistema hidráulico, fato que pode danificar o amortecedor, deixando-o menos eficiente).

Para quem gosta de entender como os sistemas dos automóveis funcionam, o Canal da Peça selecionou um vídeo da linha de montagem de um amortecedor.

Sua fabricação é bem simples:

1ª – Processo de limpeza para que não haja contaminações

2ª – Inspeção de vazamento com intuito de verificar se o tubo do amortecedor esta eficiente e não venha a ter vazamentos de óleo no decorrer da sua utilização

3ª – Instalação do conjunto

4ª – Outra inspeção é feita, a do teste de amortecimento, para verificar se o amortecedor consegue suportar as cargas de trabalho.

5ª – Nesta etapa, após os testes de inspeções, é feito o processo de selagem do amortecedor, para evitar vazamentos.

6ª – Após a selagem do amortecedor é inserido o gás nitrogênio.

7ª – Depois que é inserido o gás nitrogênio, a última coisa a ser instalada é a bucha de borracha inferior do amortecedor.

8ª – Por fim, é realizada uma inspeção final antes da liberação do produto.

Processo de fabricação de um amortecedor

Confira a troca de amortecedores do Peugeot 306

Crédito da foto de capa do blog: Shutterstock

Encontre lojas que entregam peças relacionadas a matéria:

Amortecedores
Molas da Suspensão
Barra Estabilizadora
Batentes e Coxins
Bandeja Da Suspensão

Comentários

Newsletter - Receba grátis conteúdo sobre mecânica

SIGA O CANAL DA PEÇA

Marcas

Marketplace

Oficinas Parceiras

Anuncie sua marca!

GetNinjas
PneuStore
C6Bank

Receba grátis conteúdo sobre mecânica

Utilizamos cookies para proporcionar a melhor experiência de navegação dos nossos usuários. Confira os detalhes na nossa Política de Privacidade

Newsletter
Receba grátis conteúdo sobre mecânica

Receba grátis conteúdos sobre mecânica